SPBRAS.com
Bigceu.com
BBfofo.com
Spyay.com
Topbem.com

Veja o que se sabe sobre o assassinato da mãe do cantor gospel Delino Marçal

6 Meses agora 40

Odete Rosalina Machado, de 79 anos, foi morta a pancadas na igreja em que era pastora, em Goiânia. A Polícia Civil apurou que suspeito teve surto psicótico e tentou matar a esposa e a enteada horas antes. Pastora Odete Rosalina, mãe do cantor gospel Delino Marçal, foi morta a pancadas na porta de igreja em Goiânia Reprodução/Instagram Odete Rosalina Machado, de 79 anos, foi morta a pancadas com um objeto de metal na igreja em que era pastora, em Goiânia. A Polícia Civil apurou que suspeito, um jovem de 22 anos, teve surto psicótico e também tentou matar a esposa e a enteada dentro de casa horas antes de invadir a igreja da pastora. Mãe do cantor gospel Delino Marçal é morta após agressão na porta de igreja Jovem que matou mãe do cantor gospel Delino Marçal teve surto e tentou matar esposa e enteada horas antes, diz delegado O jovem foi preso em flagrante. Mas antes de ser detido, ele perambulou nu pelas ruas do bairro Kátia e jogou pedras em ônibus do transporte coletivo. Veja o que se sabe sobre o caso: Quem é o suspeito? Onde e como a pastora Odete Rosalina foi morta? O que aconteceu antes de o suspeito matar a vítima? Como a polícia o encontrou depois que ele fugiu do local? Qual foi a motivação do crime? Cantor Delino Marçal com a mãe Odete Rosalina Reprodução/Instagram Quem é o suspeito? A Polícia Civil informou que o suspeito tem 22 anos e tem porte físico forte. O nome e foto dele não foram divulgados até a última atualização desta reportagem. Segundo o delegado André Veloso, o rapaz é casado e tem uma enteada. Mora em uma casa que fica no mesmo lote de um tio. LEIA TAMBÉM: Mãe do cantor é morta a pancadas na porta de igreja MOTO FICOU DESTRUÍDA: Mister Anápolis morre em acidente na GO-437 MORTE ACIDENTAL: Assessor de Leonardo morre após ser atingido por tiro em fazenda do cantor Onde e como a pastora Odete Rosalina foi morta? A pastora Odete Rosalina, de 79 anos, estava na igreja Assembleia de Deus, no setor Kátia, com um fiel na manhã de sexta-feira (14). Segundo a Polícia Civil, o suspeito invadiu a igreja e começou uma briga com o fiel. Depois, ele pegou um pedaço de metal que ficava preso à porta da igreja e agrediu a pastora. A polícia a encontrou caída na calçada do templo. Bombeiros militares estiveram no local para prestar os primeiros socorros, mas ela não resistiu à agressão e morreu. Mãe do cantor gospel Delino Marçal é morta a pancadas na porta de igreja em Goiânia O que aconteceu antes de o suspeito matar a vítima? De acordo com o delegado André Veloso, o jovem sumiu da família no dia anterior ao crime, possivelmente para usar droga, e voltou para casa às 21h. Ele dormiu e acordou às 2h tendo um surto psicótico. A investigação preliminar apontou que ele tentou matar a própria esposa e a enteada dentro de casa. Um tio da mulher que mora no mesmo lote interveio e colocou o rapaz para fora de casa. Depois, ele começou a perambular nu pelas ruas do bairro até chegar à igreja onde estava a pastora Odete. Ele arrombou a porta e a agrediu com um pedaço de metal. Como a polícia o encontrou depois que ele fugiu do local? O delegado relatou que o jovem jogou pedras em um ônibus do transporte público depois de fugir. O motorista do coletivo chamou a Polícia Militar, que fez a prisão em flagrante. Não há informações se alguém dentro do ônibus se feriu. Segundo André Veloso, o rapaz foi detido enquanto ainda estava tendo o surto psicótico. Até a última atualização desta reportagem, ele não tinha sido interrogado. "Ele estava com fala desconexa e bastante agitado ainda. Constatamos que ele não tinha capacidade cognitiva de ser ouvido", esclareceu o delegado. Qual foi a motivação do crime? O suspeito não foi interrogado pela polícia até a última atualização desta reportagem. O delegado André Veloso informou que ele será ouvido assim que voltar ao estado normal de consciência, devido ao possível uso prolongado de droga. Veja outras notícias da região em g1 Goiás. Cantor Delino Marçal lamenta morte da mãe que foi agredida em igreja de Goiânia, Goiás Reprodução/Instagram VÍDEOS: últimas notícias de Goiás
Leia todo o artigo
contato (11) 93001-6266