SPBRAS.com
Bigceu.com
BBfofo.com
Spyay.com
Topbem.com

Roberto Irineu Marinho lamenta morte de Jô Soares: ‘Foi um mestre’

5 dias agora 13
O vice-presidente do Grupo Globo lembrou que o humorista e apresentador começou na emissora no início dos anos 70. Roberto Irineu Marinho lamenta morte de Jô Soares: ‘Foi um mestre’ Roberto Irineu Marinho, vice-presidente do Grupo Globo, divulgou a seguinte mensagem: “Perdemos hoje uma das figuras mais geniais da nossa cultura. Jô Soares começou na Globo no início dos anos 70 e ajudou a escrever não só a nossa história, mas a da televisão brasileira. Foi ator, produtor, diretor, autor, escritor, pintor, mas, acima de tudo, foi um mestre – um mestre na arte de ler e de interpretar o Brasil e os brasileiros e de fazê-los rir com sua graça, inteligência e elegância. Seus programas de humor fizeram uma crônica da nossa história com seus mais de 200 personagens, que foram também parte da família de várias gerações. No sofá do ‘Programa do Jô’, se sentaram o Brasil e o mundo. Jô era um artista completo. Eu conheci o Jô nos anos 70 e nos falávamos sempre. Além da troca de carinhos, trocávamos também doenças raras, como dois bons hipocondríacos. Dele me despeço com pesar e, repetindo o meu pai, quando por ele foi entrevistado, com o orgulho de dizer que trabalhamos juntos. A cultura, a história, a televisão, o Brasil, todos nós, Jô, vamos sentir a sua falta. Viva o gordo!” Veja a cobertura completa: PERFIL: Jô Soares sonhava em ser diplomata e estreou na TV em 1956 CRONOLOGIA: a trajetória de um artista genial FRASES: 'Tudo o que eu fiz foi tomando riscos' PIADAS, DESFILE, LUTA NO PALCO: momentos para rir com Jô DERICO: 'Me ensinou tudo' PERSONAGENS: Capitão Gay, Reizinho, Ciça... FOTOS: relembre carreira como apresentador e ator HOMENAGENS: famosos lamentam morte de Jô MEMÓRIA GLOBO: 'O meu humor tem sempre um fundo político' GLOBOPLAY: veja homenagens e programas especiais sobre Jô
Leia todo o artigo
contato (11) 93001-6266