SPBRAS.com
Bigceu.com
BBfofo.com
Spyay.com
Topbem.com

Minas Gerais lidera ranking de feminicídios no país, aponta Anuário de Segurança Pública

1 mês agora 20

Em 2021, estado registrou 154 ocorrências. No país, crime teve queda de 1,7%. Cartazes pedem fim da violência contra a mulher e combate ao feminicídio. Raquel Freitas / G1 Minas Minas Gerais é o estado que teve mais feminicídios em todo o país no ano passado. É o que mostra o 16º Anuário Brasileiro de Segurança Pública. Número de feminicídios cai 1,7% em 2021, mas outras violências contra mulheres crescem, mostra Anuário Em 2021, aos menos 154 pessoas morreram pelo simples fato da condição feminina. Em relação a 2020, o aumento foi de três casos. Já no Brasil, o anuário aponta queda de 1,7%. Ao todo, foram 1.341 feminicídios em 2021 contra 1.354 em 2020. No topo do ranking, além de Minas, aparecem São Paulo, com 136 casos, e Rio Grande do Sul, com 96. Na ponta oposta, está o Amapá, com 4 casos. Violência contra mulher: como pedir ajuda Relembre casos recentes Só na última semana, duas suspeitas de feminicídio foram registradas na Grande BH. Uma mulher de 41 anos foi morta com golpes de foice no dia 23, em São Joaquim de Bicas. De acordo com a Polícia Militar (PM), ela vivia no assentamento Zequinha Nunes desde 2020 e morava com o companheiro no local havia um ano. Testemunhas disseram que os dois discutiram à tarde e que as brigas entre o casal eram constantes. O outro caso foi registrado em Sabará. Bombeiros foram chamados para combater um incêndio em uma casa onde morava um casal. Chegando lá, os militares encontraram o corpo da mulher carbonizado, e o do homem com sinais de enforcamento. Um das hipóteses levantadas foi a de feminicídio seguido de suicídio. Vizinhos relataram que eles tinham um relacionamento marcado por brigas e agressões e também disseram que a mulher estaria grávida. Ainda na semana passada, a Polícia Civil indiciou um engenheiro por tentativa de feminicídio contra a ex-companheira, que foi atacada com golpes de faca no meio da rua e na frente dos filhos. Apesar de 19 lesões pelo corpo, a advogada, salva pela babá das crianças, conseguiu sobreviver. Vídeos mais vistos do g1 Minas:
Leia todo o artigo
contato (11) 93001-6266